domingo, 29 de junho de 2014

Arteterapia



Arteterapia é uma forma de terapia expressiva que utiliza o processo criativo de fazer arte para melhorar o bem-estar físico, mental e emocional de uma pessoa. 

O processo criativo envolvido na expressão de si mesmo artisticamente pode ajudar as pessoas a resolver problemas, bem como desenvolver e gerenciar seus comportamentos e sentimentos, reduzir o estresse e melhorar a auto-estima e consciência. 

Você não precisa ser talentoso ou um artista para receber os benefícios, e existem profissionais que podem trabalhar com você para mergulhar nas mensagens subjacentes comunicadas através de sua arte, o que irá ajudar no processo de cicatrização. 

Arteterapia pode alcançar coisas diferentes para pessoas diferentes. Ela pode ser usada como uma ferramenta importante no tratamento de transtornos psicológicos ou simplesmente proporcionar maior autopercepção e autoconhecimento. Através da pintura, escrita, música, dança, desenho, fotografia  o universo psíquico pode ser revelado.

A arte é uma excelente maneira de sublimar nossos conflitos, ou seja, colocar nosso lado emocional em atividades práticas que possam além de traduzir nossas habilidades e desejos mais profundos, proporcionar alívio psicológico. 

Uma das principais diferenciais da arteterapia comparada a outras formas de comunicação é que a maioria das outras formas de comunicação provocam o uso de palavras ou a linguagem como um meio de comunicação. Muitas vezes, os seres humanos são incapazes de expressar-se dentro desta faixa limitada. Uma das belezas da arte como terapia é a capacidade de uma pessoa para expressar seus sentimentos através de qualquer forma de arte. 

Arte terapeutas são treinados para pegar em símbolos não-verbais e metáforas conceitos que normalmente são difíceis de expressar com palavras. É através deste processo que o indivíduo realmente começa a ver os efeitos da arteterapia e as descobertas que podem ser feitas.

Arteterapia envolve a criação de arte, a fim de aumentar a consciência de si mesmo e dos outros. Este, por sua vez, pode promover o desenvolvimento pessoal, aumentar as habilidades de enfrentamento, e melhorar a função cognitiva. Baseia-se em teorias da personalidade, o desenvolvimento humano, psicologia, sistemas familiares, e arte-educação. Arte terapeutas são treinados na arte e terapia psicológica. Fonte The New Medicine


Arte terapeutas são profissionais treinados na arte e terapia. Eles estão bem informados sobre o desenvolvimento humano, teorias psicológicas, práticas clínicas, tradições espirituais, multiculturais e artísticas, e o potencial de cura da arte. Eles usam arte em tratamento, avaliação e pesquisa e trabalham com pessoas de todas as idades: indivíduos, casais, famílias, grupos e comunidades.
Texto do site http://www.arttherapyblog.com



Prof. Dr. Waldemar Magaldi, coordenador do curso de pós-graduação lato-sensu, que titula e forma especialistas em ARTETERAPIA, oferecido pelo IJEP - Instituto Junguiano de Ensino e Pesquisa (www.ijep.com.br) em parceria com a FACIS - Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo, capacitando seus alunos a ATUAREM COMO ARTETERAPEUTAS, na abordagem junguiana, incluírem esses conhecimentos nas suas praticas diárias. É reconhecido pelo MEC e aceito em todo território nacional, além de ser uma excelente ferramenta de trabalho para todos os profissionais que atuam nas relações humanas, biológicas, de saúde, organizacionais ou educacionais. Todos os professores são especialistas, mestre ou doutores com vasta experiência didática e clínica. Para maiores informações vejam o site do IJEP: www.ijep.com.br

"Drª Nise promoveu uma revolução na Psiquiatria no Brasil. Criou a Seção de Terapêutica Ocupacional no Centro Psiquiátrico Nacional de Engenho de Dentro. Fundou o Museu de Imagens do Inconsciente, um centro de estudo e de pesquisa que reúne obras produzidas nos ateliês de pintura e modelagem (trabalho através do qual introduziu a psicologia junguiana no Brasil). Criou a Casa das Palmeiras, clínica destinada ao tratamento de egressos de instituições psiquiátricas, com atividades expressivas realizadas em regime de externato. Foi também pioneira na pesquisa das relações afetivas entre pacientes e animais. Foi membro fundador da Sociedade Internacional de Psicopatologia da Expressão, com sede em Paris." fonte: http://www.jblog.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário